Seguidores

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

FORMATURA 2011

DISCURSO PARANINFAL - Profª  Kátia (1901)
      Bom dia Corpo Docente, Discente, Amigos, Parentes e Formandos!!
    Neste momento tão significativo, seria bom refletirmos sobre nossas vidas: o que buscamos? Para que estudarmos? Por que fazemos trabalhos escolares estafantes ou avaliações, às vezes, questionáveis? Enfim, por que devemos percorrer os caminhos da aprendizagem?
  Reflitamos: conseguiríamos viver sem essa, digamos, torturante, vida escolar? (...) seus sorrisos lhes traem. Devo crer impossível! O ser humano nasceu para aprimorar-se. Não bastam apenas os ensinamentos ditados pela família, queremos mais... E se queremos mais, meus caros, é porque temos uma vida interior muito rica e que precisa da água redentora da educação. É um somatório de forças. Essa água é a que move as pás do moinho de seus pensamentos, sensações, certezas e esperanças.
  Uma das grandes, senão a maior característica da juventude é a curiosidade intelectual que impulsiona vocês a descobrirem-se e ao mundo a sua volta. Nesta etapa da vida estudantil, devem-se observar as profissões mais promissoras, mas, para que sua escolha seja definitiva, a orientação de todos nós, os chatos... pais, mestres e direção é preponderante, embora todos devamos ter a compreensão necessária e a paciência madura de também ouvi-los em seus anseios e sonhos...
     Se há uma coisa legal da idade de vocês é o sonhar.
   Se há uma coisa que gosto em mim é sempre me perguntar ‘o que vou ser quando crescer? Eu me pergunto isso ainda. Acho que quando eu parar de perguntar, minha vida se vai. Nunca deixem de fazer isso, de pensar no futuro, de sonhar.
    Com essa turma, eu e meus colegas aqui presentes,  passamos juntos um bom período de trabalho. Foram anos seguidos, ou seja, quase um terço da vida de vocês, bastante tempo.
   Quero aproveitar e dizer, então, que assim como o marceneiro pisa em cima de serragens e o vidraceiro trabalha com pedaços de vidro, o educador mexe com as almas. É assim que eu e todos os outros professores dessa escola sempre enxergamos vocês. Nunca como um número ou como um dado estatístico, mas sim como uma alma a quem se deve tratar com respeito, mostrando um caminho para que vocês possam fazer as escolhas certas, pois viver corretamente implica em ter atitudes conseqüentes no que se refere ao individual, ao familiar, ao comunitário e ao universal.
    Quatro anos juntos me permitem dizer hoje que conheço um pouco de cada um de vocês; alguns com mais propriedade. Lembrarei de vocês como um grupo extremamente unido e criativo. Há entre vocês alguns menos curiosos pelo conhecimento, ainda. Outros, muitos curiosos por novos e constantes desafios diante dos quais nos esforçamos sempre para colocá-los em todas as áreas do conhecimento. Levo comigo muitas lembranças de trabalho, de contos, de piadas, de alguns momentos alegres e algumas broncas, pero no muchas. Tenho certeza que todos deixam no Ensino Fundamental uma marca. Alguns, verdadeiras pegadas, porém, todos uma lembrança. Acima de tudo, tenho a certeza que a chama do amor e amizade tocou cada alma aqui presente. Alguns de vocês ainda não perceberam isso ao certo, mas sei que um dia perceberão que ela arde dentro de seus corações.
Queridos alunos, vocês acabaram uma importante etapa da vida escolar e novos caminhos virão pela frente. Mas lembrem-se do seguinte: vocês deverão zelar pelo bom nome de cada um de vocês e ter a coragem de assumir novos desafios. Trilhem por seus próprios caminhos, almejem o topo e arrisquem, acreditem e invistam nos seus sonhos e nunca deixem de ser felizes. Desejo que seus caminhos sejam iluminados e repletos de belas melodias.
Sonhos não foram feitos apenas para serem sonhados, mas para serem vividos e também realizados.”Marcella Nicolini Furtado
“Se lutarmos todos os dias para realizar nossos sonhos, não sobrará tempo para pensar em derrota.”Paola Rhoden
Sonhamos e desejamos a cada um de vocês o maior sucesso no Ensino Médio, mas, em especial, na Vida. Que sejam mulheres e homens valorosos e bondosos para que seus pais, aqui presentes, e todos a sua volta, possam ficar sempre orgulhosos pela contribuição que cada um de vocês fará, com certeza, para este país e também para este mundo em transformação. Muito obrigado e, novamente, o maior sucesso para vocês!

DISCURSO DA ORADORA - Luana da Silva (1901) 
    É incrível como o tempo passou, meu deus já estamos aqui... Olho ao redor e vejo o quanto crescemos, aprendemos a ser uma família grande e juntos suprimos uns aos outros. Auxiliamos nas dúvidas e criticamos quando foi preciso... Ontem os que era colegas, hoje são grandes amigos!
   Amigos de sala, de mesa, amigos de todas as horas! Tanto nós alunos quando vocês professores sabem e mesmo que alguém negue, que um sentimento de carinho marcou cada um de nós com uma lembrança que ficará presa em nosso coração. Nossa memória algum dia ainda nos trará nostalgia dessa época de magia que a oitava série nos proporcionou.
   Vocês professores estiveram presentes em toda evolução por nós exercidas! Mas não é que conseguimos mesmo? Não são vocês que devem sentir orgulho de nós, somos nós que devemos sentir orgulho de vocês! E mesmo que alguns por receio ou vergonha venha nos contradizer, vocês são mais do que professores.
   Deixaram de ser simples pessoas, e passaram a fazer parte da nossa história, que por mais que se alongue jamais perderá tais personagens. Obrigado a todos vocês professores, ou devo dizer, amigos, que é a visão que temos de todos vocês.
   Nesses anos em que convivemos, uma amizade forte e sincera se instalou dentro de nós, tornando-nos mais humanos e mostrando-nos o significado da palavra amizade em sua amplitude. Construímos vínculos de amizade não só com nossos colegas de aula, mas com as demais pessoas que trabalham na escola, desde a cozinha até a diretoria, o que a transformou em nosso segundo lar.
   Não posso deixar de falar da nossa turma, hehe, dos alunos do fundão, que são os que dão mais trabalhos aos professores, dos mais reservados, que com seu jeitinho, se aproximaram devagar, e foram conquistando nossa amizade, dos mais descontraídos que sempre participam de tudo e estão sempre dispostos a uma conversa, e por ultimo os “cdf’s” que sempre se dedicam a estudar, e sempre são os mais quietos, porém sempre descobrimos ser uma pessoa e tanto.
   Muitas pessoas apareceram em nossas vidas, e algumas assim como vieram, também se foram, deixando uma grande saudade e também boas memórias... Afinal... Por que tudo que vem, também tem que ir?
   Sempre vamos nos lembrar dos momentos em que passamos juntos, das risadas, das lágrimas, das brincadeiras, das colas... Hehe e até mesmo dos desentendimentos.
   Nosso coração hoje se enche de tristeza, pois sabemos que esses dias jamais se repetirão, eles se tornarão únicos, incomparáveis... Inesquecíveis. Mas devemos nos alegrar, pois foi mais uma etapa de nossa vida que superamos, e uma nova que começa, ainda mais bela e grandiosa.  Pois ao contrário do que pensamos, meus amigos, não é o fim, é apenas o começo. O começo de um longo caminho.
   Uma vez eu li um poema de Fernando pessoa que dizia “o valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. “Retrata bem o importante momento pelo qual estamos passando.
    Intenso, inexplicável, incomparável. Assim foi o tempo em que passamos juntos. Um período no qual descobrimos o mundo: estudamos, brincamos, aprendemos. Sorrimos... Momentos esses que permanecerão em nossas vidas, como uma marca muito agradável em nossos corações. Cativamos e fomos cativados.
   Obrigada, pais, professores, funcionários, amigos, alunos, e principalmente a deus, por nos permitir estar aqui hoje. Não diremos adeus, e sim um “ até breve”. 

 DISCURSO PARANINFAL - Profº Roberto  (1902)